Lisboa sob os holofotes

Lisboa sob os holofotes

[Publicado em 24/01/2020]

Já tem um tempinho, Portugal voltou a figurar como um destino em alta e sua capital, Lisboa, tem estado sob os holofotes em razão de uma certa efervescência cultural, intelectual e econômica que agita a cidade. Modismos à parte, Lisboa é sempre um charme, com suas ruas, vielas, grandes e pequenas praças, monumentos e museus… A seguir, um roteiro para relembrar as muitas atrações da cidade:

Uma boa dica é começar a visita à capital pelo centro histórico, andando a pé ou de tuk tuk. Há mais de 600 anos o coração da cidade, a BAIXA foi amplamente reconstruída conforme os princípios do planejamento moderno depois do grande terremoto de 1755 que destruiu Lisboa. Duas grandes praças definem o bairro: a Praça do Rossio e a linda Praça do Comércio, com suas fontes e edificações históricas. Há ainda o bonito calçadão de pedestres da rua Augusta e o Arco com o miradouro, que oferece uma linda vista da capital e do Rio Tejo. Também é possível observar a cidade de cima nos famosos ascensores, como o Elevador Santa Justa, estrutura de ferro fundido inaugurada em 1902.

Os elevadores, aliás, levam até outros bairros, como o tradicional CHIADO, repleto de livrarias, lojas charmosas e cafés, a exemplo da emblemática cafeteria A Brasileira, fundada em 1905 e costumeiramente frequentada por Fernando Pessoa (1888-1935). Ali fica a conhecida estátua em bronze do poeta à mesa. O Chiado também é uma área cultural importante, com vários teatros e museus. Entre eles, o Museu do Chiado dedicado à arte contemporânea portuguesa.

Outro bairro tradicional de Lisboa é a ALFAMA, de influência muçulmana – o próprio nome deriva do arábico al-hamma, que significa fontes ou banhos. A dica é caminhar pelo labirinto, de ruas estreitas e praças pequenas, que abriga restaurantes e casas com lojas no térreo, mercearias, cafés. Aproveite para visitar o Castelo de São Jorge, um dos principais pontos turísticos da capital. Como o castelo fica numa colina, a vista da cidade também é incrível dali.

Já os grandes monumentos que fazem referência à Era do Descobrimento ficam em BELÉM. Em formato de caravela, o Padrão do Descobrimento, erguido em 1940, é uma homenagem a esse momento único da história do país. Há ainda a Torre de Belém, construída como um farol fortificado para guardar a entrada ao porto – hoje um dos principais cartões-postais de Lisboa – , e o lindíssimo Mosteiro dos Jerônimos, edificação histórica com mais de 500 anos e um dos principais exemplos do exuberante estilo arquitetônico manuelino que caracteriza muitos monumentos do século 16. No bairro também fica o MAAT – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, de grande interesse artístico, científico e arquitetônico.

Bairro mais novo de Lisboa, o PARQUE DAS NAÇÕES surgiu a partir de um programa de renovação urbana desenvolvido para a Exposição Mundial de Lisboa realizada em 1998, a Expo 98. Na parte central do bairro, fica a Gare do Oriente, estação de trem, ônibus e metrô, famosa pelas colunas em vidro e aço inspiradas pela arquitetura gótica. Mas há mais atrações: o teleférico que proporciona vistas espetaculares; o Oceanário, um grande aquário central, com 5 milhões de litros de água salgada e quatro hábitats marinhos; e o Pavilhão do Conhecimento, museu de ciências.

DICA DE VIAGEM

Aproveite bastante as noites lisboetas, com muitas opções de entretenimento e curtição. O Bairro do Avillez, o Mercado da Ribeira e o Cais do Sodré têm excelentes bares e restaurantes estrelados – a gastronomia portuguesa dispensa comentários ou apresentações. Na área central, o Bairro Alto reúne uma mistura multicultural de pessoas em uma agitada vida noturna. Para quem quer ouvir um bom fado, é possível encontrar ótimas casas no bairro de Alfama.

Lisboa

Post anterior
Queenstown: o parque de diversões dos aventureiros
Próximo post
A nova era da Windstar Cruises

2 Comentários

  1. Avatar
    Danilo Rolim
    26 de janeiro de 2020 de 14:53 — Responder

    gostaria de roteiro Lisboa Ilha da Madeira Fátima etcc

    • Queensberry Viagens
      Queensberry Viagens
      27 de janeiro de 2020 de 08:09 — Responder

      Olá Danilo
      Agradecemos seu contato e informamos que uma de nossas consultoras entrará em contato com você para mais informações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Back
SHARE

Lisboa sob os holofotes