Safári na África do Sul
programa família

Safári na África do Sul: programa família

Safári

[Publicado em 28/02/2020]

2020 será um ano repleto de feriados e algumas pontes bem convidativas para breves viagens ao exterior. Com isso, é possível fugir do lugar-comum na hora de escolher o destino. Você sabia que o tempo de voo entre São Paulo e Johannesburg, na África do Sul, é só um pouco maior que a duração de uma viagem entre a capital paulista e Miami? Uma boa ideia é, portanto, viajar para o país e, uma vez lá, fazer algo que poucos lugares oferecem: um safári fotográfico com muito conforto e segurança.

Safári
Safári na reserva Shamwari Private Game: experiência transformadora

Sem dúvida, uma das experiências mais transformadoras que se pode viver, um safári nunca é igual ao outro. Livre e selvagem, a natureza sempre entrega espetáculos únicos. Em uma saída, você pode encontrar um grupo de leões refestelados após uma refeição; em outra, a emboscada de um leopardo a um grupo de zebras… Além disso, o safári não se limita à busca pelos Big Five – leões, leopardos, búfalos, rinocerontes e elefantes –, os animais selvagens de grande porte, e no passado mais difíceis de serem caçados, que todo mundo quer fotografar.

Muitos outros animais – guepardos, gnus, macacos, antílopes, impalas, zebras, girafas… –, pássaros exóticos e até insetos diferentões podem ser admirados em toda a sua beleza. Uma verdadeira curtição, na medida para ser aproveitada entre amigos e familiares.

Safári

Na sua grande maioria, os safáris fotográficos são realizados dentro das reservas particulares, muitas delas localizadas nas adjacências do maior parque nacional da África do Sul: o Kruger Park – uma imensa área de mais de 19 mil km². Como não existem cercas entre o parque e as reservas, os animais entram e saem à vontade entre eles, daí a riqueza da fauna local.

Com saídas ao amanhecer e ao anoitecer, os safáris são sempre feitos em jipes abertos, para facilitar a visualização e o ângulo das fotos, e contam com a presença de um ranger (motorista, guia e expert em animais) e um tracker (rastreador). De acordo com a reserva e o lodge para hospedagem, é possível incrementar a experiência escolhendo passar a noite em tendas – com todas as mordomias –; jantar no meio da savana à luz das estrelas, degustando a autêntica gastronomia africana; ou observar a fauna e a flora locais do alto em um voo de balão de ar quente.

Safári
Passeio de balão pela reserva de animais de Pilanesberg (Foto: Angela N Perryman/Shutterstock.com)

COM AS CRIANÇAS

Levar as crianças a um safári fotográfico dá a elas a oportunidade não só de se divertir, mas de fazer descobertas e ainda ter verdadeiras “aulas” sobre a necessidade de preservação da natureza e o respeito aos animais. Segundo o site oficial de turismo na África do Sul, há reservas de safári livres de malária, como Madikwe ou Pilanesberg na província North West; Waterberg em Limpopo; ou reservas privadas das províncias Western Cape, Northern Cape e Eastern Cape.

Safári
Perto da natureza no Riverdene Lodge, na reserva Shamwari

Localizada nas proximidades de Port Elizabeth, na província de Eastern Cape, a reserva Shamwari Private Game, por exemplo, tem, além dos safáris, atrações incríveis para as crianças. Duas são bem legais e educativas: o centro de reabilitação Wildlife Rehabilitation Center, que trata animais órfãos, abandonados ou machucados, e o Born Free Cat Sanctuary, cuja missão é o resgate de grandes felinos.

Centro de reabilitação: além do cuidado, aproximação entre os animais e as pessoas

ALÉM DOS SAFÁRIS

Embora os safáris sejam a grande atração turística do país, a África do Sul tem muito mais a oferecer: Johannesburg – uma das maiores cidades do continente africano, centro econômico e político do país –; Cape Town – entre as cidades mais bonitas do mundo –; a Península do Cabo, onde fica o Cabo da Boa Esperança; e Boulders Beach, praia famosa pela colônia de pinguins; e a região vinícola de Cape Winelands, com charmosas cidades e a rota de vinhos mais antiga do país, em que se destacam excelentes e premiados rótulos.

Safári
Acima, Cape Town, uma das cidades mais lindas do mundo; abaixo, Boulders Beach, lar dos pinguins, e o Cabo da Boa Esperança

Também vale visitar Sun City, complexo turístico de arrojado projeto arquitetônico e decoração extravagante, por isso mesmo conhecido como a Las Vegas africana. O lugar oferece vários tipos de entretenimento: cassino, golfe, esqui aquático, a praia artificial Valley of the Waves, com uma das maiores piscinas de ondas do mundo, safáris fotográficos e passeios de balão pela reserva de animais de Pilanesberg. É só se aventurar!

Safári
Sun City: complexo turístico conhecido como a Las Vegas africana

Post anterior
Marrakech e Fez: destaques do Marrocos
Próximo post
Viagens em grupo: à vontade no mundo

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Back
SHARE

Safári na África do Sul: programa família