Ano Novo
Diferentes datas de comemoração ao redor do mundo

Ano Novo: Diferentes datas de comemoração ao redor do mundo

[Publicado em 28/12/2020]

As primeiras comemorações de ano novo ou Réveillon (origem no verbo francês réveiller, que significa “acordar” ou “despertar”) que se têm registro, datam de 4.000 anos atrás. Aconteciam na Mesopotâmia, entre os dias 22 e 23 de março do nosso calendário atual, onde era celebrado o final do inverno e início da primavera, simbolizando o começo da nova safra de plantação. Era também o momento em que as pessoas desejavam alimentos e fartura para o ano.

Para os persas, assírios, egípcios e fenícios, o novo ano era celebrado em setembro e para os gregos em dezembro. Mas foram os romanos, os primeiros a estabelecerem uma data no calendário para essa comemoração. Em 45 a.C, o líder romano Júlio César, através de um decreto, fixou essa data como sendo “dia do ano novo”. O motivo? O mês de Janeiro era uma homenagem ao deus Jano, deus do começo e protetor das entradas e saídas, na mitologia romana. Jano possuía duas faces: uma voltada para frente, simbolizando o futuro, e a outra para trás, simbolizando o passado. Dessa forma, Janeiro sugere a transição do passado para o futuro.

Atualmente, a maioria dos países utilizam oficialmente o calendário gregoriano, que tem origem europeia e que foi introduzido pelo papa Gregório XIII, no século XVI, com o costume de se comemorar o ano novo no primeiro dia de janeiro. Mas há também vários povos ao redor do planeta, que celebram o início de cada ano de acordo com suas próprias culturas, em datas diferentes. Alguns levam em consideração tanto as fases da Lua, como a posição do Sol, celebrando esse acontecimento em fevereiro, abril e até mesmo em setembro. Confira abaixo, as diferentes datas de comemoração do Ano Novo, que seguem calendários diferentes ao redor do mundo!

ANO NOVO CHINÊS

Influenciado pelos movimentos da Lua e do Sol, o Ano Novo chinês é baseado no calendário lunissolar, sendo comemorado sempre entre a segunda quinzena de janeiro e a primeira de fevereiro, a depender de quando ocorre a lua nova do primeiro mês lunar. Diversos costumes fazem parte dessa comemoração, que dura 15 dias: troca de envelopes vermelhos com dinheiro, fogos de artifício, comidas típicas, decoração e uso de roupas vermelhas e dança do dragão nas ruas. Cada ano, recebe o nome de um dos 12 animais do horóscopo chinês , que têm um papel importante na cultura do país. O ano de 2021, será o ano do boi, tendo início em 12 de fevereiro até 31 de janeiro de 2022.

ANO NOVO JUDAICO

Chamado de Rosh Hashaná, o Ano Novo judaico em Israel e em todas as comunidades judaicas, é celebrado nos dois primeiros dias do sétimo mês do calendário hebraico, entre setembro e outubro. Para os judeus, esse é um tempo de introspecção e de avaliação dos erros cometidos no ano interior e planos para melhorar o comportamento no ano que começa. A festividade é marcada por tradições que se mantém por séculos: acendimento de velas, toque do shofar (instrumento feito com chifre de carneiro) orações e jejum, seguido de comidas para atrair sorte no novo ano, com destaque para o costume de mergulhar a maçã no mel, símbolos do Ano Novo judaico, antes de comê-la. A comemoração se inicia a partir do pôr do sol do dia anterior, até o anoitecer do dia posterior. No próximo ano, a comemoração terá início no dia 06 de setembro. Os judeus consideram seu ano atual como 5781, baseando-se na data de criação do mundo de acordo com a literatura rabínica.

ANO NOVO ISLÂMICO

A comemoração, acontece em datas diferentes a cada ano, pois baseia-se no calendário muçulmano, islâmico ou hegírico: um calendário lunar criado em 638 d.C. por Hazrat Umar bin Al Khattab, segundo califa do Islã e pessoa mais próxima ao Profeta Maomé. A Hégira, migração de Maomé de Meca para Medina, foi o acontecimento que determinou o início da contagem dos anos no calendário islâmico, sendo comemorado sempre no primeiro dia do Muharram (primeiro mês do calendário islâmico), com duração de 10 dias. Durante a comemoração, os muçulmanos realizam atos de compaixão e jejum, permanecendo em família. O atual ano islâmico é 1442 (correspondente, pelo calendário gregoriano, ao período de 20 de agosto de 2020 a 09 de agosto de 2021).

ANO NOVO BUDISTA

Baseado no calendário budista (tibetano), é comemorado em alguns países asiáticos que seguem a religião, como a Tailândia, Laos, Sri Lanka, Camboja e Japão. O calendário budista foi criado a partir de um evento importante: a morte de Buda aos 80 anos, em 483 a.C. em Kushinagar, atual Índia. A comemoração do Ano Novo é uma grande celebração, começando à noite, dentro dos templos, com uma meditação. Um pouco antes da virada, todos os presentes tocam um sino por pelo menos, 108 vezes, representando os 108 pecados ou desejos mundanos do homem. Tocar o sino, serve para afastar esses desejos, a fim de que o homem possa entrar purificado no novo ano. Também comem uma tigela de macarrão, com a intenção de obter sucesso, e compartilham alimentos e bebidas após as badaladas do sino e preces. Normalmente acontece em meados de abril.

ANO NOVO HINDU

Na Índia, há quem comemore o ano novo tradicional (com base no calendário gregoriano), mas para quem segue a religião hindu, a celebração mais importante de passagem do ano, se chama Diwali (Festa das Luzes), que é repleta de história e significados. É comemorada em datas diferentes em cada região da Índia, mas na capital, Nova Delhi, é comemorada em outubro ou novembro com duração de cinco dias, sendo um momento de purificação e celebração da vitória da luz sobre as trevas, e do bem sobre o mal. Muitas lamparinas, incensos e fogos de artifícios são acesos para iluminar a festa.

OUTRAS COMEMORAÇÕES DE ANO NOVO

• ANO NOVO ETÍOPE
Conhecido como Enkutatash, é celebrado em 11 de setembro (ou 12, em anos bissextos).

• ANO NOVO PERSA
O Ano Novo iraniano é conhecido como Noruz, e é celebrado entre 20 a 22 de março, a depender do momento (dia e hora exata) em que ocorra o equinócio de primavera.

• ANO NOVO MAIA
É comemorado em 26 de julho por diversos povos indígenas descendentes dos antigos maias, que se encontram espalhados principalmente pelo sul do México e América Central.

Post anterior
SÍMBOLOS DO NATAL: descubra a origem e seus significados
Próximo post
Jordânia: Templos milenares e paisagens exuberantes

8 Comentários

  1. Nereide Simmonds
    7 de janeiro de 2021 de 21:41 — Responder

    Gostei valeu todas as informações pois aprendi muito obrigada.

    • Queensberry Viagens
      8 de janeiro de 2021 de 10:50 — Responder

      Olá Nereide, ficamos felizes que tenha gostado da matéria. Desejamos um ótimo 2021!

  2. marlene
    29 de dezembro de 2020 de 21:10 — Responder

    Muito interessante o apanhado cultural de alguns países. Adoro receber estas informações e esclarecimentos. Obrigada

    • Queensberry Viagens
      30 de dezembro de 2020 de 09:47 — Responder

      Olá Marlene, agradecemos sua mensagem e ficamos felizes em saber que apreciou nossa matéria! Feliz 2021!

  3. Silvana Martins
    29 de dezembro de 2020 de 01:25 — Responder

    Gostei. Trouxe informações e cultura. Apreendi algo novo. Adoro estar sempre adquirindo conhecimento. Nas minhas viagens estudo antes de ir e quando chego se fica alguma dúvida vou ler mais sobre o assunto. Já fiz muitas viagens não aguento mais a hora voltar.

    • Queensberry Viagens
      29 de dezembro de 2020 de 10:49 — Responder

      Olá Silvana! Que bom saber que apreciou nossa matéria! Estamos à disposição para suas futuras viagens! Feliz 2021!

  4. zebina fontes
    28 de dezembro de 2020 de 16:41 — Responder

    Muito bom

    • Queensberry Viagens
      29 de dezembro de 2020 de 10:46 — Responder

      Olá Zebina! agradecemos sua mensagem! Feliz Ano Novo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

Back
SHARE

Ano Novo: Diferentes datas de comemoração ao redor do mundo