Jordânia: Templos milenares e paisagens exuberantes

[Publicado em 13/01/2021]

Um destino que deve ser visitado ao menos uma vez na vida, é a Jordânia. Considerada uma das civilizações mais antigas do mundo, com cidades que foram cenários de aventuras épicas narradas mundialmente, a Jordânia está localizada entre os países do Oriente Médio e desde o início da civilização, sua geografia desempenhou uma grande importância no comércio e nas comunicações, ligando o ocidente ao oriente. Atualmente é um dos países mais conciliadores, moderados e abertos ao turismo na região, sobretudo pelo sítio arqueológico de Petra.

AMÃ

Capital e maior cidade do país, é o centro de decisões políticas, culturais e comerciais. Para quem se interessa por história, há lugares que remetem ao século 13 a.C., onde existem ruínas gregas e romanas, além de mercados que vendem de comidas a tecidos. Mas é também uma cidade moderna com shoppings, restaurantes e noite vibrante, atraindo turistas de outros países do Oriente Médio e de toda a Ásia.

Amã é uma importante base para seguir às outras famosas atrações do país, como Petra e Wadi Rum. Possui também um centro histórico e seus maiores destaques são o Teatro Romano, onde era possível comportar mais de 6.000 pessoas em um ambiente com perfeição visual e acústica, e a Cidadela, que revela um passado glorioso com templos e construções que atravessaram séculos e, atualmente, são restaurados e descobertos a cada nova escavação.

A cidade é dividida em rotatórias (ou círculos), representando bairros com estilos de vida completamente diferentes entre si. A Rainbow Street é uma área repleta de cafés, restaurantes e cinemas, podendo ser uma opção de passeio a qualquer hora do dia. Para garantir boas oportunidades de compras, uma dica é passear pelos bazares (souqs) no centro antigo (também conhecido como Balad).

WADI RUM

É um dos destinos naturais mais importantes da Jordânia, que devido ao seu terreno incomum e repleto de cores, atraiu a atenção de diversos filmes e documentários cujos roteiros, baseavam-se sobre Marte ou sobre a Lua.

Ponto de encontro de aventureiros de trekking, escaladas e passeios de balão, o deserto de Wadi Rum também é conhecido como “O Vale da Lua”, onde o cenário, praticamente inalterado pelo homem, é esculpido por ventos, formando imponentes labirintos de arenito e granito. Além de passeios em veículos 4 x 4, uma experiência única é passar a noite em uma tenda beduína, admirando as estrelas e o nascer do sol no deserto. Para quem não sabe, os beduínos são nômades árabes que habitam essa região há séculos. Com o incentivo ao turismo, diversos deles abriram instalações permitindo essa experiência. Pode-se também, desfrutar de um jantar típico beduíno, que é preparado debaixo da terra, acompanhado por música árabe. Mas se preferir, há também hotéis, que possuem boa infraestrutura no fascinante e intocado deserto.

PETRA

Principal cartão-postal do país, é considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO e uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. Esculpida nas rosadas rochas que formam a região, Petra abrigou o extinto povo Nabateu e foi importante ponto de rotas comerciais ao longo de sua história milenar.

A entrada na cidade se dá por uma estreita passagem, entre impressionantes rochas de mais de 80 metros de altura, cujo percurso finaliza no monumental Tesouro Al Khazneh, originalmente construído como um túmulo real. Muitos reconhecem as ruínas devido algumas cenas do filme “Indiana Jones e a Última Cruzada “ (1989), que foram filmadas no local. Mas Petra vai além da obra cinematográfica e precisa de ao menos dois dias, para ser completamente explorada.

Próximo de Petra, encontram-se outros lugares históricos: Monte Nebo, considerado o local onde Moisés avistou a terra prometida pela primeira vez; o Mar Morto, que divide a Jordânia e Israel; e Madaba – a “Cidade dos Mosaicos”.

Agora que você já conheceu um pouco mais sobre este incrível destino, confira em nosso site os roteiros disponíveis e programe-se!